IPBeja - Terapia Ocupacional
IPBeja > Cursos > Licenciaturas > Terapia Ocupacional

(versão inglesa) 

Objetivos e Metodologia


O Curso de Licenciatura em Terapia Ocupacional pretende proporcionar formação técnica, científica e humana, que permita aos estudantes no final do curso:

o   Prestar serviços de Terapia Ocupacional dirigidos ao cliente, família, comunidade e organizações;

o   Participar na gestão de serviços de terapia Ocupacional;

o   Participar no ensino relacionado com a sua área de estudos;

o   Participar em estudos de investigação, promovendo o desenvolvimento científico da profissão.

É importante realçar que subjacentes à formação dos estudantes desenvolvem-se teorias como a Ciência Ocupacional, as Ciências da Terapia e Reabilitação e as Ciências Biomédicas, Sociais e de Comportamento, partindo sempre do pressuposto que a Terapia Ocupacional é a arte e a ciência que através da ocupação, permite a participação ativa da pessoa em ocupações significativas.
A Terapia Ocupacional promove a saúde, o bem-estar e a justiça ocupacional, contribuindo para uma sociedade inclusiva, onde a pessoa possa participar e desenvolver o seu potencial ocupacional.

O Curso de Licenciatura em Terapia Ocupacional está organizado em 8 semestres letivos e tem a duração de 4 anos. Cada semestre desenvolve uma temática específica que acompanha o ciclo vital do Homem e é constituído por um conjunto de unidades curriculares que visam o desenvolvimento de competências em cada uma das áreas de desenvolvimento.
O Curso que se apresenta está organizado segundo o desenvolvimento ontogénico do ser humano e os conteúdos abordados pelas diferentes unidades curriculares são dirigidos para as áreas nas quais ocorre a avaliação e a intervenção da Terapia Ocupacional nos diferentes períodos da vida do Ser Humano (criança, jovem, adulto e idoso), nomeadamente:

o   Disfunções neurológicas;

o   Disfunções ortopédicas;

o   Disfunções reumatológicas;

o   Disfunções psicossociais;

o   Disfunções do desenvolvimento;

o   Tecnologias de Apoio;

o   Reintegração Social, Familiar, Educativa e Profissional;

o   Entre outras.

O Curso Superior de Terapia Ocupacional deve preparar o aluno (ESTSP, 2006):

o   Demonstrar competências de conduta profissional e de comunicação interpessoal com clientes, colegas e outros profissionais de saúde;

o   Demonstrar competências de avaliação, planeamento da intervenção, intervenção e reavaliação com recurso a instrumentos específicos da Terapia Ocupacional e de acordo com as necessidades ocupacionais específicas de cada pessoa;

o   Reconhecer e atuar sobre as necessidades de formação contínua como função de crescimento e manutenção de competências profissionais;

o   Colaborar na administração e gestão do departamento onde está integrado;

o   Analisar e participar no desenvolvimento da prática profissional;

o   Desenvolver e participar em projetos de investigação.

O elenco de unidades curriculares previstas para o Curso de Terapia Ocupacional tem em conta os seguintes aspetos:

a) Trata-se de um curso superior predominantemente da área da Terapia Ocupacional;
b) Habilitação para a ocupação de forma a promover a saúde e o bem-estar;
c) As áreas científicas necessariamente abordadas devê-lo-ão ser numa perspetiva aplicada em temos predominantemente tecnológicos, de modo a permitir a profissionalização logo após o 1º ciclo.

Com base nestes pressupostos, a lógica da composição da estrutura curricular do Curso de Terapia Ocupacional é a seguinte, tomando o semestre como unidade funcional pedagógica:

    • Os dois semestres do 1º ano são integrados por unidades curriculares genéricas, incidentes sobre ciências e disciplinas de base para a aprendizagem das mais específicas que se seguem;
    • Os restantes semestres estão organizados segundo o desenvolvimento ontogénico do ser humano, sendo que todos os conteúdos são abordados sob o ponto de vista ocupacional. Ao longo de todo o segundo ano os conteúdos são abordados seguindo o encadeamento de disfunção, avaliação e intervenção, sempre com uma forte ligação à prática da Terapia Ocupacional, em grande parte, através dos estágios curriculares.

 

©2011 - Instituto Politécnico de Beja
Ficha Técnica